Deputado Tum apresenta proposta para beneficiar 10 municípios



Em indicações apresentadas na Assembleia Legislativa e endereçadas aos governos do Estado e Federal, o deputado Tum (PSC) requereu ações emergenciais em favor dos municípios de Casa Nova, Juazeiro, Sobradinho, Remanso, Uauá, Sento-Sé, Curaçá, Pilão Arcado, Campo Alegre de Lourdes e Canudos. 


Ao superintendente Regional da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab/Ba), Franklin José Andrade Gomes, ele pediu a doação emergencial de produtos da agricultura familiar para as famílias. O segundo pedido foi direcionado ao governador Rui Costa e ao secretário de Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas. A ambos, o deputado alertou sobre a necessidade “de estender, em tempo hábil”, a distribuição de álcool 70 aos citados municípios da Região Norte do Estado. 


Os produtos da agricultura familiar (feijão, óleo, macarrão, flocos de milho, farinha de mandioca, arroz, açúcar e leite), que Tum pede para serem doados, devem se dar na mesma quantidade da que foi ofertada recentemente aos municípios de Juazeiro e Petrolina. Ele cobra brevidade na doação. 


Ao justificar o pedido, o deputado considerou as consequências “humanas e sociais”, além das econômicas, impostas pela pandemia do novo coronavírus, e alertou que elas “poderão ser severas, por conta da necessidade de manutenção do isolamento social para conter o avanço do Covid-19”. Ele amparou o pedido à Conab com base na apresentação das Políticas Públicas e programas de distribuição de alimentos operacionalizados pela Companhia. 


O momento é “ emergencial”, constatou, ao tempo em que informou que os produtos pedidos irão compor cestas básicas a serem distribuídas “a grupos populacionais específicos em situação de insegurança alimentar e nutricional”. 


Tum está “certo de que as decisões pertinentes de autorização serão adotadas em tempo hábil”, e registrou que sua intenção “é minorar os efeitos e o sofrimento do povo sertanejo” da Região Norte da Bahia, “relativos às consequências das medidas certamente adotadas pelo Governo do Estado (isolamento social) no combate à forte e avassaladora disseminação do novo coronavírus (Covid-19) em território baiano”. 



ESCASSEZ


No documento legislativo endereçado ao Poder Executivo, ele lembra ao governador e ao secretário de Saúde a falta do álcool 70 no mercado, no “comércio local e em todo o Estado da Bahia”. 


O pedido desta oferta, esclarece Tum, tem em vista “a previsão considerável e já iniciada” de doação do álcool 70 pela sucroalcooleira Agrovale, localizada em Juazeiro. Na indicação ele apela para “os valiosos préstimos de Vossa Excelência no sentido de interceder para que a quantidade recentemente ofertada desse produto aos municípios de Juazeiro (BA) e Petrolina (PE), sejam também destinadas, na maior brevidade possível, aos municípios baianos”. 


Ao concluir, o parlamentar argumenta que o álcool 70 é “um reforço considerável no enfrentamento ao coronavírus” e que será destinado “à higienização e assepsia dos profissionais de saúde, hospitais, centros de saúde, demais colabores das unidades e serviços de atenção aos usuários do SUS, bem como entre as pessoas mais carentes e fragilizadas nesse momento de angústia e dor”. 

OinformanteBa