Opinião - Se casos do coronavírus continuarem aumentando, será melhor Feira de Santana adotar toque de recolher






Opinião



Já passam de dez (10), o número de cidades que adotaram o toque de recolher na Bahia, e que de forma conjunta do Governo da Bahia e das prefeituras destes municípios, valendo inicialmente por 10 dias, e determina a proibição de circulação de pessoas e a suspensão de qualquer atividade comercial, com exceção de farmácias. As resoluções tem incluído, ainda, o fechamento de vias com registro de fluxo intenso, mesmo durante a quarentena. Essas ações buscam fortalecer o isolamento social, visando diminuir a velocidade de disseminação do novo coronavírus.


Se o número de casos do coronavírus continuarem aumentando na cidade de Feira de Santana, a solução será determinar também o toque de recolher. Essa que tem sido a medida adotada em outros municípios baianos, que registraram um grande aumento na taxa de infectados pela COVID-19 e já figuram entre as cidades com maior número de casos na Bahia.



O que dizem os Pesquisadores - 


Um estudo realizado por um coletivo que inclui pesquisadores do Instituto Federal da Bahia (IFBA), da Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB) e voluntários do CoronaVidas.net aponta que os casos de coronavírus em Feira de Santana cresceram 105% desde o dia 21 de abril, quando a prefeitura do município decidiu flexibilizar o funcionamento do comércio, com a reabertura de estabelecimentos com até 200 metros quadrados.


O que diz a Administração municipal - 



" Entre os 25 municípios com mais de 500 mil habitantes, segundo contagem populacional do IBGE, Feira de Santana é o que menos registra óbitos relacionados a covid-19 e o terceiro com menos casos confirmados da doença – 145, até esta quarta-feira, 13."

"Até agora, em terras feirenses aconteceu um óbito causado pela doença– aconteceu outro, mas não foi registrado como local. Um caminhoneiro gaúcho em trânsito pela região que sentiu-se mal e foi trazido um hospital particular local, onde faleceu."


Pacientes recuperados


Mais da metade dos pacientes diagnosticados com a Covid-19 em Feira de Santana recuperou a saúde. A quantidade de pessoas infectadas no município, até esta quarta-feira, 12, segundo a Secretaria de Saúde, chegou a 156, com 80 pessoas recuperadas.

Os números locais são quase 80% maiores do que, por exemplo, os registrados em Salvador, onde o índice de cura dos pacientes chega a 30%. Em termos de Brasil, este índice, que leva em conta o total de casos que tivera desfecho, varia na faixa de 40%. Na Bahia, fica em torno de 28%.

Números atualizados 

Até esta quinta-feira(14) oficialmente são 159 casos positivos no total no município. Até agora, foram notificados 1.325 casos suspeitos, sendo 1.068 casos descartados, 98 casos aguardando resultado de exames laboratoriais pelo Lacen (Laboratório Central da Bahia) e Laboratórios Particulares.



Medidas restritivas mais duras 

Em suas redes sociais, o prefeito Colbert Martins Filho informou que está acompanhando a situação de perto e que a proteção e a segurança da população é a maior prioridade.

“Informo a todos que seguimos atentos a situação referente ao coronavírus em nossa cidade. Seguimos trabalhando diariamente com ações de enfrentamento ao vírus, e, a qualquer momento, se for necessário, tomaremos novas medidas restritivas mais rígidas. A proteção e segurança de toda população é sempre a nossa maior prioridade”, publicou o prefeito em suas páginas no Facebook e Instagram.

OinformanteBa